História da Galeria 44 em Goiânia
A Galeria 44 é um dos maiores pólos de comércio atacadista em Goiânia, havendo lojas que vendem no varejo e atacado. São mais de mil lojas divididas em várias galerias distribuídas em mais de dez quarteirões, todas as lojas ficam na Rua 44 e ruas próximas, em frente à Rodoviária de Goiânia. É possível acessar todas as lojas sem precisar usar nenhum tipo de transporte, mas como são muitas lojas é necessário andar bastante para ver tudo.

O funcionamento é diferente do comércio local, para todas as lojas o atendimento é de quarta-feira a sábado das 8hs às 18hs, entretanto, algumas lojas abrem na segunda e terça-feira, e também aos domingos, e sem mencionar que algumas ficam abertas a noite nos finais de semana.

Sua história não foi definida com precisão, mas dados levantados por comerciantes do local indicam que por volta dos anos 90 devido à inauguração da Rodoviária de Goiânia em 1987 vários tipos de comércio foram se aglomerando na região, que se tornara um ponto de referência da capital do estado de Goiás, a Rua 44 sendo em frente ao terminal rodoviário ficou sendo a referência padrão para todos os comerciantes da região, consolidando-se no local. Foram feitas galerias, complexos de lojas como shoppings populares, e assim ganhando o famoso e conhecido nome "GALERIA 44" que é o nome a que todos se referenciam as lojas na região da Rua 44.

As galerias estão instaladas próximo a um ponto histórico e turístico da cidade, a Praça do Trabalhador, ao lado do Terminal Rodoviário de Goiânia, próximo à antiga Estação Ferroviária de Goiânia, com vista para a Maria Fumaça.

Também na Galeria 44 as pessoas encontram calçados masculinos e femininos de todos os tipos, bijuterias, peças para o vestuário feminino, masculino e infantil como calças, blusas, camisetas, vestidos, shorts, fitness entre outros e com lançamentos da moda atual. É possível encontrar praças de alimentação e hotéis próximos e dentro de algumas galerias.

Pessoas de toda parte do país, notadamente das regiões norte e nordeste lotam em média quarenta ônibus para as compras no atacado pra revender em suas regiões. Agora com o site Galeria 44 essas distâncias estão sendo diminuídas através da internet, com opção de comprar nas lojas da Galeria 44 sem sair de casa.

O endereço para localização é Rua 44 no Setor Norte Ferroviário em Goiânia no estado de Goiás.

Algumas imagens do local.

avenida-44.jpg
mercado-aberto.jpg
44.jpg


História da Feira Hippie em Goiânia
A Feira Hippie uma das inúmeras feiras de Goiânia, mas sendo a maior feira ao ar livre do Brasil e da América Latina com aproximadamente 6.000 bancas e em crescimento. Acontece aos domingos sempre na Praça do Trabalhador.

Sua historia começa na década de sessenta, quando alguns hippies expunham suas peças no Mutirama, posteriormente na Praça Universitária, depois na Praça Cívica até o local que se encontra atualmente, ou seja, na Praça do Trabalhador, portanto a Feira tem aproximadamente trinta anos de existência.

Está instalada em um ponto histórico e turístico da cidade, na Praça do Trabalhador, ao lado do Terminal Rodoviário de Goiânia, próximo à antiga Estação Ferroviária de Goiânia, com vista para a Maria Fumaça.

Nesta Feira podem encontrar objetos diversos de diversos setores como do artesanato, crochê, porcelanas, cerâmicas, tachos feitos de cobre e peças de tear. Na Feira encontram artistas plásticos, alguns renomados, inclusive internacionalmente, com telas coloridas e belas, entretanto, a feira hoje tem como foco principal nos dias de hoje a venda no atacado e varejo de roupas, calçados, cama, mesa, banha e acessórios, aqui tem uma grande diversidade de produtos que não é possível enumerar.

Também na Feira as pessoas encontram inúmeras praças de alimentação espalhadas pela feira que tem comidas típicas de Goiás, como o famoso Empadão goiano, como também comidas típicas de outros estados brasileiros e até mesmo de outros países, além de produtos importados.

Pessoas de toda parte do país compram na feira para revendas em suas regiões.

A Feira conta também conta com a Rádio Hippie que é um serviço de som que presta serviço de utilidade publica anunciando crianças desaparecidas a documentos perdidos. A Rádio Hippie comunica aos visitantes as promoções, promove sorteios, entre outros atrativos.

Algumas imagens do local.

Feira-Hipie.jpg
Feira-Hipie-goiania.jpg
Feira-Hipie-goias.jpg


História da 25 de Março em São Paulo
A mais famosa rua de comércio em São Paulo recebeu mais de um nome desde o século XIX, mas só entrou para a história como 25 de março. O nome definitivo foi uma homenagem à data em que o Imperador Dom Pedro I outorgou a primeira Constituição do Brasil, no dia 25 de março de 1824.

O registro da 25, como é conhecida pelos paulistanos, foi feito em 1865. A descoberta do documento é creditada ao pesquisador Lineu Francisco de Oliveira, no livro “Mascates e Sacoleiros”. O livro conta que a história da rua está ligada à origem da cidade de São Paulo. O autor ainda lembra que o Pateo do Colégio, berço da fundação da cidade, fica próximo da região onde se situa a 25.

O rio Tamaduateí corria ao lado da via, abaixo do Mosteiro de São Bento, e tinha em seu percurso sete voltas. No final da sétima volta ficava o Porto Geral, onde eram desembarcados os produtos importados que vinham do porto de Santos. O nome do Porto foi dado à conhecida Ladeira Porto Geral, uma das travessas da 25 de Março.

Em janeiro de 1850, os moradores do local enfrentaram uma enchente histórica, que destruiu dezenas de casas. No final do século XIX, o rio Tamanduateí foi drenado, e a região passou a se chamar rua de baixo, conhecida atualmente como o baixo de São Bento. Somente em novembro de 1865 o nome da rua foi alterado para 25 de Março.

Endereço visitado por paulistanos e turistas de todo o Brasil, a 25 de Março concentra uma variedade de comércio que atinge todos os públicos e idades. Os produtos importados, que representavam praticamente todas as mercadorias no final do século XIX, ao início do século XX, ainda são marcas registradas no comércio da rua. A 25 de Março está localizada bem no centro da cidade de São Paulo, próxima ao Mercado Municipal, da Estação de metrô São Bento e da Praça da Sé. Hoje em dia, ela é vista não só como um centro comercial, mas um dos principais pontos turísticos da capital paulista..

Algumas imagens do local.

compar-na-25-de-marco.jpg
avenida-25-de-marco.jpg
rua-25-de-marco.jpg


História da Bernardo Sayão em Goiânia
História ainda não definida.

Algumas imagens do local.

avenida-bernardo-sayao.jpg
bernardo-sayao-2.jpg
bernardo-sayao-3.jpg


História do Mercado Aberto em Goiânia
História ainda não definida.

Algumas imagens do local.

mercado-aberto.jpg
mercado-aberto-goias.jpg
mercado-aberto-goiania.jpg
« Voltar